CÓDIGO DE CONDUTA E QUALIDADE DOS GUIAS INTÉRPRETES NO ALENTEJO


Os/as associados/as da AGIA - Associação de Guias Intérpretes do Alentejo, comprometem-se a nortear a sua acção profissional pelo presente código, garantindo assim um elevado nível de profissionalismo e um serviço de qualidade aos turistas e visitantes do Alentejo.

O exércicio das funçoes de Guias Intérpretes no Alentejo assenta em dois princípios fundamentais:
  • o respeito pelos nossos visitantes enquanto representantes das suas próprias tradições culturais;
  • o respeito pela específicidade do património cultural e natural do Alentejo.

Tendo como objetivo informar com entusiasmo e de forma agradável, partilhando as riquezas do nosso património natural e cultural, os Guias Intérpretes terao presentes uma serie de recomendações de forma a garantir uma melhor acçao profissional:

Acolhimento - A recepção calorosa será assegurada pela cortesia, sorrindo, trajando adequadamente e permanecendo alerta para com o bem-estar do visitante.

Comunicação - Proporcionar um serviço profissional aos visitantes, informando-os de forma objetiva do local visitado, livre de preconceitos ou propaganda, não provocando ideias erroneas sobre o objecto da informação.

Rigor - Garantir que, tanto quanto possível, o que é apresentado como facto é preciso, devendo fazer-se uma clara distinção entre factos e histórias, lendas, tradições, e/ou opiniões.

Conhecimento - Embora trazendo qualidades e qualificações anteriores, ao qualificar-se como Guias Intérpretes, deverá preparar-se cada acçao profissional cuidando que os critérios e forma de exposição sejam variados e adequados ao grupo.

Multiculturalidade - Agir de forma justa e razoável em todas as relações com os visitantes, tendo em atenção a idade, procedência, credos e outras especificidades pessoais.

Cooperação - Respeitar e tratar com deferência todos os colegas de informação turística e outros intervenientes do sector turistico.

Isenção - Não tecer, quando no exercício da actividade, comentários políticos - partidários, religiosos, não emitir qualquer comentário desfavorável sobre pessoas ou locais, nem fazer qualquer tipo de discriminação de raça, credo, religião, sexo ou costumes.

Respeito pelo meio envolvente - Para proteger a sustentabilidade do turismo no Alentejo, comprometem-se a fazer todos os esforços para garantir que os grupos guiados tratam com respeito o património cultural, natural, paisagístico e os costumes locais e tradições, bem como as sensibilidades proprias da regiao.

Desenvolvimento Profissional Contínuo - Procurar melhorar o nosso desempenho profissional, expandindo a nossa gama de conhecimento, comprometendo-nos com o constante estudo e actualização, particularmente no domínio das línguas e técnicas de interpretação.

Organização – Respeitar o horário, cumprindo o itinerário e demonstrando capacidade de lidar com o inesperado, sem perder de vista o objectivo princípial da acçao profissional.

Competência - Apenas os compromissos que estão dentro de nossa experiência pessoal são aceites. Isto diz respeito não só à nossa área de qualificação, mas também de outras competências relevantes, tais como línguas, qualificações adicionais, etc.

Confidencialidade - Os princípios de integridade profissional e discrição são aplicados sem falhas, no âmbito de todos os compromissos.

Ética – Respeitar os regulamentos locais e nacionais e colaborar para os profissionais afecto ao local visitado.


O presente código foi aprovado a __/__/__ em Assembleia Geral da Associação.